sábado, 27 de agosto de 2011

Projeto Verde Rosa São Francisco - Encontro de 20 de agosto de 2011

Você foi convidado a visualizar o álbum de fotografias de Laelia Tonhozi: Verde Rosa São Francisco - Agosto de 2011
Verde Rosa São Francisco - Agosto de 2011
20/08/2011
de Laelia Tonhozi
Registro fotográfico do encontro de 20 de agosto de 2011
É necessário ter uma conta do Google para visualizar este álbum. Faça login ou crie a sua conta grátis

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

ONGs do Paraná participam do I Encontro Estadual de Manejo das Populações de cães e gatos


Nos dias 23 e 24 de agosto as organizações de defesa dos animais estiveram presentes e tiveram participação ativa no Primeiro Encontro Estadual de Manejo de Populações de Cães e Gatos, promovido pela Secretaria Estadual de Saúde.
O objetivo do seminário foi a discussão com os diversos atores sociais (servidores públicos na área de saúde, que atuam em CCZs ou vigilância sanitária, médicos veterinários, sociedade civil organizada e profissionais da área ambiental, representação do Ministério Público, entre outros) sobre formas de se instituir políticas públicas sobre o controle de populações de cães e gatos.
Realidades diversas e diferenciadas se apresentaram, pontos de vista múltiplos também puderam ser identificados.Unidos estavam todos no desejo de encontrar soluções éticas, adequadas e eficazes para fazer este controle, visando o bem estar dos animais, garantindo-lhes o direito à vida, e a convivência saudável e equilibrada com a comunidade humana.
Ao final do evento as diversas propostas dos grupos de trabalho que se formaram, geraram um documento que vai subsidiar o governo do Estado do Paraná a tomar decisões na área.
Também ficaram esboçados novos encontros para avançar nas discussões. Participaram mais de 100 pessoas, entre elas as organizações: Ecoforça, Viralatas Controle e Proteção Animal, Grupo Fauna (Ponta Grossa), Bicharedo (Jacarezinho) e Movimento SOSBICHO.
Fizemos nossas contribuições sempre na defesa dos direitos dos animais, privilegiando as propostas já definidas a partir da Pesquisa de Opinião feita entre ativistas e protetores da Cidade de Curitiba, pelo FDDA-Curitiba e balizados nas propostas já apresentadas pelo Movimento ao Governo do Estado do Paraná e ao Município de Curitiba.
Veterinárias Adriana Vieira (Guarulhos) e Rita de Cassia Garcia
(ITEC - São Paulo) e as ativistas Yanê Carvalho e Laelia Tonhozi
(SOSBICHO) e Roberta Mounayer (Viralatas)
As propostas deste I Encontro contemplam ações de controle ético de populações, atendimento a animais em situação de risco, adaptação de CCZ em centros de educação e saúde animal, criação de centros de atendimento animal onde não existam. Também o maior envolvimento das áreas de meio ambiente e saúde, tanto nas ações, como nos financiamentos de políticas.
Vamos acompanhar (sempre!)  como isto fica daqui para frente.





Projeto Verde-Rosa São Francisco - Encontro de Agosto



Se para alguns, um dia frio e cinza é motivo para ficar em casa em frente da televisão, para outros é dia de encontrar amigos, caminhar, ouvir uma boa música, conhecer sua cidade, plantar flores, pegar fruta do pé, observar árvores, escutar histórias e estórias, conhecer gente que dá lições de respeito à vida.


Pois no dia 20 de agosto fizemos tudo isto: nos encontramos na Pracinha Cônsul Nassib Abdo Abage, mais conhecida como Pracinha da Senador Saraiva, no Bairro do São Francisco, plantamos algumas mudas de hortências, cedidas pelo Horto Municipal de Curitiba. A terra estava molezinha, mas deu um pouco de trabalho, e contamos com força e energia de vários braços para deixar tudo bem bonito.


 Dona Clio, vizinha que mora no bairro desde sempre pediu: não plantem nada muito grande, pois tem gente que vem aqui e faz cocô escondido atrás dos arbustos. Atendemos Dona Clio: plantamos só arbustos baixos e temos certeza que contaremos com o seu auxílio para que eles cresçam e dêem muitas flores, que alimentarão abelhinhas, e quem sabe, alguns beija-flores.
Após um bate-papo com os amigos que vieram e com a repórter Claudia da TV – RPC, que nos acompanhou por mais uma hora, fomos observar os lindos IPÊS ROSA da Rua Celestino Jr., espiar o Atelier da Manu Daher e seguimos nossa caminhada



Todos entenderam a importância de mantermos as árvores velhas e robustas, e de plantarmos novas árvores e flores. Os animais precisam de casa e comida. E as árvores têm o direito de viver.



Próximo destino, atelier do artista plástico e morador do Bairro, Paulo Assis, que classificou nossa programação como “passeio no campo na cidade”. Boa definição, pois nesta altura, já estávamos sujinhos de barro.

Antes de chegar à casa do Paulo, passamos na casa de moradores do Bairro São Francisco, para visitar o jardim, sentir cheirinho de jasmim e comer laranjinhas da China ou quincan, como muitos as conhecem. Todos viraram crianças...

Atelier Paulo Assis: lição de vida, histórias ouvidas e contadas. Surpresas, beleza, admiração, respeito. Oratórios da paisagem. Obrigada Paulo por sua generosidade. Saímos dali seres humanos melhores do que entramos.



Neste ponto, nosso amigo Mario Freitas não resiste às suas histórias e estórias quando encontramos um pé de maracujá. Nos fala sobre a flor da paixão, passiflora, sua simbologia e nos esclarece que a paixão deste nome não é a erótica ou sensual: refere-se à Paixão de Cristo, pois observando o centro da flor, vemos os cravos do corpo de Cristo pregado na cruz e mais três elementos, simbolizando a Santíssima Trindade. Quem podia imaginar hein ? Tem mais umas coisinhas, mas deixemos para depois.

Seguimos pela Rua Paula Gomes, observando as manifestações de arquitetura de todos os tempos, interferências históricas, detalhes personalíssimos, uma riqueza para os olhos.
Também assim, agradando a alguns e desagradando aos outros, as intervenções urbanas, nos grafites, colagens, pinturas.
Chegamos ao Museu Alfredo Andersen, nos sentamos no chão, crianças de novo, onde a Karin Birckholz, da Pense Bicho, com sua habilidade de contadora de histórias, narra a vida do artista Norueguês, radicado no Brasil. Belas histórias estas.


E hora de música: as instrumentistas e professoras de música Anete Weichselbaum (coordenadora musical do Projeto Verde Rosa) e Ângela Sasse fizeram um lindo concerto de flautas e violão e ainda nos acompanharam para que, em coro, cantássemos o hino do Verde e Rosa.
O Verde Rosa é isto: conviver, conhecer, acreditar !
Querem mais ? Muitos abraços, beijos, encontros e reencontros.
Dia 25 de setembro tem mais !

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Pombinha é salva pelos bombeiros do Paraná: que boa atitude !


O artista Zé Oliva - que faz as Caixinhas de Atitude, quando viu uma pombinha pendurada em um galho de pinheiro, enroscada em um fio, tomou uma atitude que merece registro e respeito: chamou o Corpo de Bombeiros do Paraná, que subiu até o galho e resgatou a pombinha.
Edu Hoffman, que estava no local, registrou tudo.
Tudo aconteceu na manhã de domingo, na feirinha do Largo da Ordem, no Bairro São Francisco, em Curitiba.
Parabéns a todos que participaram da ação:
Zé Oliva por ter tomado uma atitude
O Corpo de Bombeiros que mostrou mais uma vez a que veio: atender todos que precisam, seja gente, seja bicho
Edu Hoffman, por ter percebido a importância de captar as imagens e fazer o registro.

Recebam todos os cumprimentos do SOSBICHO

Médico veterinário é detido por maus tratos a animais em Curitiba


O médico veterinário Dirceu Gomes, 57 anos, foi detido na tarde de ontem na casa, suspeito de maus-tratos a animais. Na residência, investigadores da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente apreenderam mais de 20 pássaros silvestres,  cerca de 10 pombos, 15 gatos, um cachorro e uma tartaruga.

Toda a ação foi acompanhada pela Sociedade Protetora dos Animais, que ficou responsável pelos bichos (os animais silvestres foram para o CETAS -PUCPR) O delegado Wallace Brito disse que os policiais ficaram surpresos com o que encontraram. "Quando ele abriu a porta para nos receber já fomos surpreendidos pelo mau cheiro. Pior era a forma como cuidava dos animais. Na verdade, ele usava a carteira de veterinário para colecionar os bichos, uma espécie de compulsividade", explicou.
Dirceu disse que cuidava dos animais e recolhia bichos feridos na rua, mas não foi bem isso que a polícia constatou. A casa de madeira é dividida em sete cômodos. Um dos quartos ele usava para dormir, o outro era exclusivo para os gatos, a maioria doente. A ração era servida no chão, em folhas de jornal.No outro quarto escuro, de aproximadamente 15 metros quadrados, ele guardava os pássaros. Todas as gaiolas estavam amontoadas e ele nunca colocava as aves para fora. Os pombos ficavam soltos. A polícia encontrou pelo menos quatro pássaros mortos no meio das gaiolas. O cachorro era o único animal que ficava fora da casa.
Percebemos que ele também precisa de ajuda. “Dirceu foi indiciado em inquérito policial e, depois de assinar termo circunstanciado, foi liberado”, explicou o delegado.

Os colecionadores devem ser tratados como doentes compulsivos: mas os animais não podem pagar esta conta.  Assim: há que se tratar, mas há que se apurar e que se acompanhar o caso de perto!
Retira-e estes animais hoje, amanhã outros estarão no seu lugar.
Estamos contanto que o Conselho Regional de Medicina Veterinária também tome providências quanto ao registro deste profissional.


http://www.parana-online.com.br/editoria/policia/news/552416/noticia=veterinario=detido=acusado=de=ma

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Eleitos novos Conselheiros para o COMUPA - Curitiba



Entidades de Proteção e Defesa dos direitos dos animais de Curitiba elegeram no dia 19 de agosto de 2011 seus representantes no Conselho Municipal de Proteção Animal – COMUPA em Assembléia Geral convocada pela Secretaria Municipal do Meio
As organizações eleitas foram: Associação do Amigo Animal e Pense Bicho, como titulares e como organizações suplentes, foram eleitas a Probem e Cia. das Pulgas. Estavam presentes para a eleição os representantes das organizações eleitas, da Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba, da Viralatas e do Movimento SOSBICHO assim como representantes da Coordenação de Fauna da SMMA – Curitiba.
O clima da eleição foi de cordialidade e de espírito democrático e os Conselheiros eleitos demonstraram disposição para bem representar seus pares.Cabe a nós, em defesa e proteção dos animais  levarmos nossas demandas, subsidiá-los naquilo que for necessário e acompanharmos os trabalhos dos nossos companheiros.
      Coordenação do Fórum de Defesa dos Direitos dos Animais de Curitiba e Região.




quarta-feira, 17 de agosto de 2011

I Encontro Estadual de Manejo das Populações de Cães e Gatos - em Curitiba

Queremos políticas públicas verdadeiras !!!!!!!!
Data: 23 e 24 de agosto de 2011

Horário: 8:00 h às 17:30 h
Local: Auditório da CELEPAR
Rua Mateus Leme, 1561
Rua Nilo Peçanha, 732 (entrada p/ carros)
Curitiba – Paraná


Organização: DVVZI/Coordenação do Programa Estadual de Controle da Raiva Animal – MV  Márcia Zinelli da Silveira

Participantes: Representantes das 22 Regionais de Saúde e de Municípios do Estado: médicos veterinários e profissionais da Vigilância Sanitária Municipal; ONGS; Centro de Controle de Zoonoses; acadêmicos e profissionais da área ambiental.

Dia 23 de agosto
Dia 24 de agosto
8:00 às 8:30 – Entrega de materiais
8:30 às 9:00 – Abertura oficial
9:00 às 9:30 – Por que controlar/manejar
populações de cães e gatos?
Adriana M. L. Vieira (CRMV/SP)
9:30 às 10:00 – Recolhimento seletivo, Manutenção e Destinação de Cães e Gatos Recolhidos – Adriana M. L. Vieira
10:00 às 10:15 – Intervalo
10:15 às 12:00 – Atribuições, Financiamento e
Pol. Públicas do Setor Saúde – Adilson Soares (SES/SP)
8:30 às 9:30 – A Bioética e as Questões dos Animais – Dr. Mario Sanches (PUCPR)
9:30 às 10:30 – Atribuições, Financiamento e Pol. Públicas do Setor Meio Ambiente – Promotor de Justiça Edson Luis Peters – 1ª Promotoria de Proteção Ambiental de Curitiba
10:30 às 11:00 – Intervalo
11:00 às 12:00 – Vínculo humano-animal e abandono de animais de estimação – Rita de Cássia Garcia (ITECBR).
Encerramento das palestras e entrega de
certificados
12:00 às 13:30 – Almoço
12:00 às 13:30 – Almoço
13:30 Experiências de Municípios Paranaenses
13:30 às 14:00 – S. José dos Pinhais – SMMA
14:00 às 14:30 – Pinhais – SMSA
14:30 às 15:00 – Curitiba – SMMA
15:00 às 15:30 – Intervalo
15:30 às 16:00 – Maringá – SMSA
16:00 às 16:30 – Campo Largo – SMSA
16:30 às 17:00 – Araucária – SMSA
17:00 às 17:30 –Ponta Grossa -SMSA
13:30 às 15:30 – Discussão e elaboração de
propostas (participação aberta aos interessados)

Eixo 1 – Implementação de ações de controle
Eixo 2 – Propostas de integração Município e Estado

16:00 às 17:00 Compilação das propostas em Plenária


Inscrição:
Todos os participantes deverão enviar nome e RG até o dia 19/08 para a Coordenação do evento  programadaraiva@sesa.pr.gov.br

A CELEPAR não disponibiliza vagas para automóveis.

Presença Obrigatória dos ativistas em defesa e proteção dos animais!!
Precisamos estar presentes nestes eventos para fazer valer a voz dos ativistas na defesa dos animais, que têm suas experiências e estudos a respeito. São todos assuntos que nos dizem respeito e temos que interferir nestes diálogos e decisões que se tomam a partir destas discussões. É preciso que tenhamos claro que tipo de política pública para a defesa e proteção dos animais do Paraná nós defendemos.
Temos a nossas plataformas de luta e não podemos abrir mão delas.
E devemos considerar que o que nós entendemos por "manejo", "recolhimento seletivo" e "destinação", pode não ser exatamente o que os demais participantes e promotores do evento entendem.

Nossa responsabilidade é grande! As inscrições vão até o dia 19 de agosto de 2011 e esperamos encontrar todos nossos companheiros e companheiras ativistas lá.


Nossa homenagem de hoje: Chimpanzé Imperatriz




Após 30 anos vivendo no Zoológico de Curitiba, morre aos 47 anos a Chimpanzé Imperatriz, por causas naturais, que viveu seus 15 primeiros anos de vida 15 anos sendo maltratada e explorada em um circo.
Imperatriz era o animal mais antigo do Zoológico. Antes de ir para o Zoológico, viveu 15 anos no Passeio Público, no centro da Cidade de Curitiba.
Com certeza, no Zoológico esteve bem mais confortável e recebeu cuidados especiais devido ao seu passado de maus tratos.
Viveu seus últimos 2 anos de vida com o Chimpanzé BOB, que deverá receber cuidados especiais agora, pois com certeza sentirá falta de sua companheira.
Nossa homenagem de hoje a Imperatriz, que representa para nós, uma vitória sobre a escravidão animal.



segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A escravidão é uma exclusividade humana ?


Esta é uma das perguntas que Gary Yourofski faz para a plateia: " A escravidão é uma exclusividade humana ? Outra pergunta: "Holocausto é abate de seres humanos ou de seres inocentes ?

Assista este vídeo do ativista que já foi preso 13 vezes por defender seres inocentes e aprenda também como abordar o tema da escravidão animal, exploração de seres inocentes, cultura, hábitos, etc., de forma não agressiva nem excludentes, aplicando a "regra de ouro": não trate o outro da forma como não gostaria de ser tratado.
Ele também fala, nesta palestra de 1 hora e meia (vale a pena...) que toda a discriminação nasce no fato de uma pessoa se achar melhor que outra pessoa que sua cor, religião, filiação partidária etc é melhor, ou que sua ESPÉCIE é melhor. Não somos melhores ou piores, somos diferentes!



sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Eu sou catadora de lixo e você?

Ativistas cobram políticas públicas para os animais em Curitiba

Uma reportagem de Maigue Gueths para a Folha de Londrina
 ONGS de defesa dos animais e ativistas independentes de Curitiba iniciaram mais uma mobilização com objetivo de cobrar da Prefeitura de Curitiba a implantação de políticas públicas efetivas para a proteção e defesa dos animais do município. O movimento reivindica uma série de ações, cujo objetivo central é reduzir o número de animais abandonados nas ruas da cidade, vítimas de maus tratos, doenças e atropelamentos, e tem como instrumento um abaixo-assinado, com coleta de assinaturas nas ruas da cidade e pela internet, o qual será entregue a prefeitura.
No cerne das reivindicações, está um ponto de divergência entre ONGs e o Executivo Municipal. O principal pleito do movimento é a implementação de um programa permanente, massivo e gratuito de castração de animais. Os protetores afirmam que trata-se de uma ação essencial para controle dos animais e também para educação da população. A prefeitura não concorda, afirma que um projeto de castração exigiria um grande volume de recursos e mantém como ação principal de sua Rede de Defesa e Proteção Animal um sistema de identificação e cadastramento dos animais como forma de criar consciência sobre a responsabilidade da guarda dos animais.
Entre os protetores, muitos já contabilizam mais de cem animais recolhidos. Alguns, que moram em terrenos espaçosos, deixam os animais em suas próprias casas, mas a maioria acaba pagando por ''hoteizinhos'', que oferecem um lar temporário até que o animal consiga ser adotado. Esta última etapa, aliás, conta também com a iniciativa dos ativistas, que trabalham nos finais de semana para organizar feiras de adoção em várias regiões da cidade.

Cada cachorro castrado é uma família educada

Matéria da Folha de Londrina leva a público a idéia da educação-ação praticada na cidade de Almirante Brown - Argentina, que 600.000 habitantes e em 10 anos conseguiu fazer o controle populacional de animais, através de processos éticos, em benefício dos animais e da população.
É uma estratégia preventiva da área de saúde, que custa mais barato ao município do que pagar o preço do abandono, danos ambientais, manutenção de canil municipal, agressões entre os animais e inter espécies, o trato das zoonoses e seus efeitos, entre outros.
Cada animal que recebe o cuidado do Município, envolve a família num novo paradigma e trato e respeito. Muda-se o valor do que é "bom" e muda-se a cultura. A norma passa a ser o cuidado e o respeito.
O município mantém um quadro próprio de profissionais, o que também barateia as intervenções. Assim, além da mão de obra, cada cirurgia custa em torno de US$ 10, que é o valor do material utilizado.
Outro ponto forte é o trabalho educativo junto à população. ‘‘Cada cachorro castrado é uma família ­educada’’ é o lema do programa, que faz de cada dono de animal castra­do um replicador da causa. ‘‘A cidade acabou com os animais abandonados nas ruas. A prefeitura, hoje, tem tudo controlado, sabe o endereço e os responsáveis por cada cão e gato, e só precisa castrar 10% da população animal por ano para manter este controle’’, diz a educadora ambiental Laelia Tonhozi.
Procure em nosso blog as postagens sobre o controle ético de populações animais de Almirante Brown.



Verde Rosa São Francisco participa da IV Caminhada Observacional - no Bairro Pilarzinho

            Boa companhia, céu de brigadeiro e muita disposição é a receita certa para um sábado de agosto.
Já em sua quarta caminhada comandada por Mário Freitas, que nos auxilia na observação de detalhes e curiosidades que nossos olhos não são capazes de captar no cotidiano, fizemos um trajeto dentro do Bairro Pilarzinho, adentrando pela Vista Alegre.
Com esta programação, além de podermos fortalecer laços de amizade e camaradagem, temos a oportunidade de conhecer segredinhos da nossa cidade, observada por ângulos inusitados.
Jardins floridos, pomares, belas árvores, mosaicos, gradeados, manifestações da cultura do passado e do presente.
Ouvir pássaros. Nossos passos. Ameixa no pé. Despedida aos abraços.
Assim vamos nos alimentado: de beleza, carinho, respeito e alegria.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Abaixo assinado para mudar a realidade dos animais de Curitiba

Se você não agüenta mais ver tantos cães pelas ruas passando frio e fome,
se você quer castrar seu cão/gato a baixos valores e não encontra vagas nas Ongs (ou só ouve nãos),
se você acha que só microchip não adianta nada,
se você acha que os impostos que pagamos devem ser revertidos também em favor dos animais,
se você ama os animais e acha que eles merecem respeito,
se você não assinou o abaixo assinado (papel),
assine nosso abaixo assinado online: clike no link abaixo

Casal que vendia animais silvestres pela internet é preso


ParanáOnline em 11/08/2011
A Polícia Federal, em ação integrada com o Ibama, prendeu ontem um casal, suspeito de comandar uma quadrilha que vendia animais silvestres pela internet. Batizada de Operação Arapongas, a ação cumpriu seis mandados de prisão e 24 de busca e apreensão no Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Ceará e Paraíba.
O casal foi preso em Arapongas, no norte do estado. As investigações apontam que a quadrilha comercializava animais no Brasil e no exterior. A venda não possuía autorização do Ibama. As encomendas eram de qualquer tipo de animais, como répteis, anfíbios, mamíferos e pássaros, vindos de criadouros irregulares ou capturados na natureza. Site era abastecido por criadores ilegais e caçadores.
Preços
Segundo a investigação, o site oferecia arara-azul a R$ 55 mil, jaguatiricas a R$ 13 mil e águias chilenas a R$ 9,5 mil. Todas as compras podiam ser parceladas em até 18 vezes.
Os presos vão responder por falsidade ideológica, formação de quadrilha, crime contra a fauna, estelionato e sonegação de impostos. A investigação durou um ano, segundo a Polícia Federal.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Adote:Ela precisa de um lar


A cadela Nega, adulta, saudável, vacinada, castrada, necessita de um novo lar.

Tem média de 15 quilos, é brincalhona e carinhosa e muito muito meiga, precisa do carinho de alguém como você.
Se você tiver interesse em adotá-la, mande um email para;
 movimentososbicho@gmail.com.

Somos responsáveis pela sua adoção.



Manifesto em defesa das florestas


O Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável, criado por dezenas de instituições, lançou um manifesto na Internet, junto com uma petição pública sobre o Código Florestal.
"A Constituição Brasileira afirma com enorme clareza, no artigo 225, que o meio ambiente saudável e equilibrado é um direito da coletividade, e todos (Poder Público e sociedade) têm o dever de defendê-lo para seu próprio usufruto e para as futuras gerações", diz o manifesto.
Segundo o documento, "a qualidade do solo, para produzir alimentos, depende das florestas. Elas também são fundamentais para o equilíbrio climático, objetivo de todas as nações do planeta. Sua retirada irresponsável está ainda no centro das causas de desastres ocorridos em áreas de risco, que tantas mortes têm causado, no Brasil e no mundo".
"Vamos usar, sim, nossos recursos naturais, mas de maneira sustentável. Ou seja, com o conhecimento, os cuidados e as técnicas que evitam sua destruição pura e simples. É mais do que hora de o País atualizar sua visão de desenvolvimento para incorporar essa atitude e essa visão sustentável em todas as suas dimensões", conclui.
Na página do manifesto na internet constam como signatárias do documento entidades como a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Federação de Órgãos para a Assistência Social e Educacional (Fase), Federação de Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Greenpeace Brasil, Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), Movimento SOS Florestas, Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), Movimentos dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Movimento Humanos Direitos, Rede Mata Atlântica, Via Campesina, WWF Brasil e outras.

Para conhecer o manifesto e assinar a petição pública Clicke aqui

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Empresas com Responsabilidade Social

Empresas de Curitiba revertem parte de seus lucros às organizações de proteção aos animais


Entre elas podemos citar a RUMMOBAT e a Flor de Prata.
Vamos dar preferência a estas empresas quando formos adquirir os produtos por elas comercializados.


Estas atitudes abrem um importante caminho para que a sociedade possa reconhecer de uma vez por todas que esta causa - a da proteção aos animais -  é tão importante quanto qualquer outra que mereça o nosso apoio.


                                                            www.flordeprata.com.br
                                                         

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Caminhada Observacional dia 13 de agosto de 2011


Publicamos convite do Mario Freitas para a caminhada observacional.
No dia 20, dia da caminhada do Projeto Verde-Rosa São Francisco, Mario estará conosco, como nos demais encontros. Pessoal do Projeto São Francisco: vamos participar! 


Você está sendo convidado para participar da oficina “IV Caminhada Observacional”, com inicio ‘as 13:30h do dia 13 de agosto de 2011.

Dando continuidade às três primeiras edições das Caminhadas Observacionais (realizadas em 20 de novembro de 2010, em 19 e 26 de fevereiro de 2011,e em 14 de maio de 2011), o itinerário da quarta edição foi preparado com um foco complementar na percepção enganosa da inclinação das rampas, a ser percorrida no bairro do Pilarzinho.
O percurso total é menor que o das anteriores porque, devido à estação do ano, temos menos horas de claridade.
O convite com informações resumidas se encontra anexado a esta mensagem, e também disponível no endereço abaixo:
http://www.pessoal.utfpr.edu.br/msergio/astro-Caminhada4-ago2011.htm
Para os que tiverem interesse em mapas detalhados e outras pre-visualizações, o projeto completo foi disponibilizado em:
 http://www.pessoal.utfpr.edu.br/msergio/Caminhada-Observacional-4.pdf
Grato pela atenção,
Mario Sergio Freitas
Curitiba - PR!