terça-feira, 8 de novembro de 2011

Direito Animal versus liberdade religiosa: A lei da selva

No Brasil, vivemos um conflito de legislações: enquanto a constituição federal garante o direito de culto e também a proteção aos animais, a lei dos crime ambientais diz que é crime maltratar e matar animais. É muita contradição e muito conflito !
Diante de todo este imbrólio legislativo, em que quem leva a pior são os animais, porque não têm como se defender e escolher se querem ser instrumento em sacrifícios decididos por humanos, o Deputado Estadual paulista Feliciano Filho, apresentou um projeto de lei que proíbe o uso e o sacrifício e animais em cultos religiosos.
Este PL traz importante discussão que tem que ser feita, para que possamos ter a esperança de que se compreenda que há um limite nas práticas que impliquem em violência.
Também há que se compreender que se estamos falando de cultura, pois religiões são manifestações de crenças, de cultura, e isto se pode mudar. E aí reside nossa esperança.
A Folha de São Paulo, no caderno Equilíbrio, de 08.11.2011, traz excelente matéria sobre o assunto com o título Lei da Selva, onde são chamados a opinar tanto representantes das comunidades religiosas de várias tradições, como legisladores, professores de direito como Daniel Lourenço e Promotores de Justiça, como Laerte Fernando Levai.

Cabras em mercado em Salvador vendidas para sacrifícios


Várias questões são tratadas: comércio de animais em feiras, filme sobre a morte de animais em rituais de candomblé, legislação de proteção aos animais e falhas.

Vai aí mais uma dica de boa leitura: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1002841-projeto-de-lei-acende-debate-sobre-direito-animal.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário